Boletos: entenda a importância desta opção de pagamento

 em Regulamentação

Um dos maiores instrumentos de pagamento do Brasil, o Boleto Bancário foi criado em 1993, mas só teve sua primeira grande atualização em 2018, com a Nova Plataforma de Cobrança (NPC), sistema de liquidação e compensação desenvolvido pelos bancos. Agora, todos os boletos devem estar registrados no novo sistema. A mudança trouxe mais exigências e custos para as empresas que já aceitam esta opção, mas também permite mais oportunidades, segurança e comodidade aos usuários, que não são poucos.

Todos os anos, cerca de 4 bilhões de boletos são liquidados no Brasil, segundo dados do Banco Central. Estamos falando de um público de cerca de 55 milhões de brasileiros que tem neste meio de pagamento a sua única alternativa ao dinheiro. Esse total representa cerca de 39,5% dos moradores do país com mais de 18 anos e movimentam aproximadamente R$ 655 bilhões, aponta pesquisa do Instituto Data Popular.

A nova regulamentação

Antigamente, existiam dois tipos de boletos: os registrados em instituição bancária e aqueles que não tinham nenhum tipo de identificação ou controle. Para modernizar este tipo de pagamento e diminuir o risco de fraudes, desde o dia 22 de novembro, todo boleto deve estar registrado em um banco e aderente a Nova Plataforma de Cobrança.

Para as empresas, os benefícios estão relacionados à melhor gestão dos recebimentos e maior transparência. O procedimento agora deve ser feito da seguinte forma: os boletos precisam ser encaminhados aos bancos para registro, e somente depois devem ser emitidos e encaminhados aos pagadores. Para registro do boleto existe uma tarifa na emissão e na liquidação, porém algumas empresas de meios de pagamento acabam suprimindo esse custo e cobram apenas por boletos liquidados.

Já para consumidores, utilizar o boleto de pagamento ficou mais fácil e seguro, o que deve aumentar ainda mais a demanda por esta opção. Uma das vantagens de ter o registro numa base geral, é que os boletos vencidos podem ser pagos em qualquer banco ou correspondente e não apenas no emissor. O comprovante também passou a ser mais completo, com detalhes como juros, multa, desconto e informações do beneficiário e pagador, o que permite calcular automaticamente um novo valor em casos de atrasos, por exemplo. Essas novas exigências minimizam o risco de pagar duas vezes.

 

Por que devo ter a opção de pagamento via boleto?

Com mais de 20 anos de história e enorme adesão, a emissão de boletos deve se potencializar com a nova regulação. Primeiro porque as facilidades e seguranças da Nova Plataforma deixam o consumidor mais à vontade e mais disposto a optar pelo boleto, que em muitas vezes está associado a descontos e ainda é muito utilizado por clientes desbancarizados.

Por outro lado, as novas regras também ajudam as empresas a terem mais segurança sobre quem pagou e quando, diminuindo a inadimplência. Além de afastar dores de cabeças como pagamentos em duplicidade e, em caso de não pagamento, agilizar o protesto do boleto em cartório.

Este maior controle abre caminho para novas possibilidades a partir dos boletos nos ramos que já o utilizam como principal meio de pagamento. Por exemplo, a partir do dinheiro das mensalidades pagas via boletos, uma escola pode ter uma conta digital que permita pagar professores, fornecedores, material, etc. Facilitando a gestão financeira da instituição e possibilitando um maior controle desses recursos.

O setor educacional é somente um dos que podem criar estruturas de movimentação financeira otimizada a partir da cobrança em boletos. Hoje, com tecnologia, é possível carregar dinheiro com boletos em estruturas modernas e dispersar recursos entre contas digitais, permitindo a remuneração de todos os participantes de uma venda sem envolver instituições financeiras convencionais.

Mesmo para quem tem um e-commerce, emitir boletos também tem vantagens estratégicas para o negócio, pois atinge consumidores que não têm cartão e possibilita estratégias de desconto, uma vez que o custo da transação em boleto tende a ser inferior ao custo no cartão de crédito.

Dar conta de todas as mudanças não é tarefa simples. Mas, ao mesmo tempo, esta é janela para aprimorar o seu negócio, gerir melhor todas essas informações automaticamente e perceber que os boletos podem ser só um meio para chegar a outros produtos mais completos e eficazes para a empresa.

Fale com um especialista







Comentários pelo Facebook

Business Executive at Zoop – Entusiasta de Boletos.

Postagens Recentes